Google+ Followers

quarta-feira, 28 de março de 2012

O encontro com Zaqueu. Lucas 19:1-10


E, tendo Jesus entrado em Jericó, ia passando.
E eis que havia ali um homem chamado Zaqueu; e era este um chefe dos publicanos, e era rico.
E procurava ver quem era Jesus, e não podia, por causa da multidão, pois era de pequena estatura.
E, correndo adiante, subiu a um sicômoro bravo para o ver; porque havia de passar por ali.
E quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa.
E, apressando-se, desceu, e recebeu-o alegremente.
E, vendo todos isto, murmuravam, dizendo que entrara para ser hóspede de um homem pecador.
E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado.
E disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão.
Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.
Lucas 19:1-10






No encontro com Zaqueu, Cristo Jesus nos ensina que nenhum pecado é um obstáculo absoluto à salvação, nem mesmo a corrupção, a ganância e a riqueza, como poderia-se entender na passagem explicada por Jesus em Mateus 19:16-24, onde o jovem rico relata ao Mestre que guarda todos os mandamentos da lei, e questiona-lhe o que lhe faltaria ainda para obter a vida eterna ,e respondeu-lhe Cristo, que se quiseres ser perfeito, larga tudo e me segue, mas este como era dono de muitas propriedades não quis se desapegar do seu tesouro da Terra, por isso no versículo 24 disse Jesus:´´E, outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus.``Se esta lição for tomada ao pé da letra, estariam todas as pessoas que possuem riquezas na terra precondenadas e sem apelação aos tormentos eternos , o que vai em desacordo com o Amor de Deus, e com sua infinita Justiça e misericórdia, que entregou seu filho Unigênito para o supremo sacrifício de morte de Cruz para a Salvação da humanidade.Como este Pai maravilhoso poderia escolher alguns para ter em suas mãos um instrumento de perdição, por isso Jesus mostra aos Judeus, que consideravam os publicanos,  responsáveis pela coleta de impostos, como ladrões e que enriqueciam as custas do trabalho dos outros e da corrupção, que mesmo estes se tivessem o verdadeiro arrependimento seria recebido nos braços amorosos do Pai.Por isso , meus irmãos em Cristo, tenhamos cuidado com a fascinação que as riquezas materiais pode nos causar, pois são o supremo excitante do orgulho e do egoismo, e da vida sensual. É o laço mais forte que prende o homem a carne, e desvia os seus pensamentos de Deus.Pensemos no nosso Mestre Jesus e sigamos seus passos.Amém!