Google+ Followers

terça-feira, 1 de maio de 2012

A Fé Transporta Montanhas Mateus 17:14-21







E, quando chegaram à multidão, aproximou-se-lhe um homem, pondo-se de joelhos diante dele, e dizendo:
Senhor, tem misericórdia de meu filho, que é lunático e sofre muito; pois muitas vezes cai no fogo, e muitas vezes na água;
E trouxe-o aos teus discípulos; e não puderam curá-lo.
E Jesus, respondendo, disse: O geração incrédula e perversa! até quando estarei eu convosco, e até quando vos sofrerei? Trazei-mo aqui.
E, repreendeu Jesus o demônio, que saiu dele, e desde aquela hora o menino sarou.
Então os discípulos, aproximando-se de Jesus em particular, disseram: Por que não pudemos nós expulsá-lo?
E Jesus lhes disse: Por causa de vossa pouca fé; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível.
Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.
Mateus 17:14-21




Vemos nos Evangelhos, Jesus nos ensinando a importância da fé. Em várias passagens, além da acima citada: Como o encontro com o Centurião em Cafarnaum(Mateus 8:5), e a cura da mulher com fluxo de sangue(Mateus 9:20), e tantas outras curas de paralíticos, cegos , endemoniados e ressurreições, nos provou Cristo Jesus quão importante é para o homem se por nas mãos de Deus Pai, e com fé inabalável acreditar na sua Divina Providência. Mas a fé  para ser proveitosa tem de ser ativa. Mãe de toda as virtudes que conduzem a Deus, como o amor e a esperança, cumpre-lhe cuidar atentamente pelo desenvolvimento dos filhos que gerou.
A esperança e o amor são filhos da fé e formam com esta as bençãos inseparáveis de Deus aos homens. Não é a fé que faculta a esperança na realização das promessas do Senhor? Se não tiverdes fé, qual seria tua esperança? Não é a fé que dá o amor? Se não tendes fé, como será o vosso amor?
Inspiração divina, a fé desperta todos os sentimentos nobres que encaminham o homem para o bem. É a base do arrependimento, e da verdadeira converção. Preciso é, pois, que essa base seja forte e durável, porquanto, se a mais ligeira dúvida a abalar que será do edifício que sobre ela construiste? Levantai, conseguentemente, esse edifício sobre alicerces firmes, que são o Evangelho de Cristo Jesus. Seja mais forte a tua fé do que os enganos e as zombarias dos incrédulos, visto que a fé que não enfrenta o ridículo dos homens não é fé verdadeira.
A fé sincera é empolgante e contagiosa; comunica-se com quem não tem, ou, mesmo, não deseja tê-la. Encontra palavras persuasivas que vão à alma. ao passo que a fé aparente usa de palavras sonoras que deixam indiferente quem as escuta. Pregai pelo exemplo da vossa fé, para os semear nos homens. Pregai pelo exemplo das vossas ações para lhes demonstrar o merecimento da fé. Pregai pela vossa esperança firme, para lhes demonstrar a confiança que fortifica e põe a criatura em condições de enfrentar todas as dificuldades da vida.
Tende, pois, a fé, com o que ela contém de belo e de bom, com a sua pureza, com a sua racionalidade. Não admitas a fé sem comprovação, cega filha da cegueira. Amai a Deus, mas sabendo porque o amais; crede nas suas promessas, mas sabendo porque acreditais nelas; segui os ensinamentos de Cristo Jesus, mas compreendendo os caminhos que eles apontam e os meios que eles indicam para os atingir. Crede e esperai sem desfalecimento: os milagres são obras da fé.