Google+ Followers

domingo, 11 de novembro de 2012

Visita a Marta e Maria Lucas 10:38-42

 
 



E aconteceu que, indo eles de caminho, entrou Jesus numa aldeia; e certa mulher, por nome Marta, o recebeu em sua casa;
E tinha esta uma irmã chamada Maria, a qual, assentando-se também aos pés de Jesus, ouvia a sua palavra.
Marta, porém andava distraída em muitos serviços; e, aproximando-se, disse: Senhor, não se te dá de que minha irmã me deixe servir só? Dize-lhe que me ajude.
E respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária;
E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada.
 
 
 
Nesta pequena e rica passagem do evangelho de Lucas, encontramos Jesus num ambiente íntimo e doméstico, entre pessoas muito amigas, após longas pregações e caminhadas, para um pouco de descanso e refrigério. Como sabemos pelo evangelho de João(capítulo 11), Cristo Jesus amava e era muito amigo de 3 irmãos que moravam no pequeno povoado chamado de Betânia, que ficava na estrada entre Jerusalém e Jericó. Estes irmãos eram: Marta, Maria e Lázaro. E até nestes momentos mais descontraidos aproveitava o Mestre para ensinar a todos pérolas de sabedoria de como o homem deve se relacionar com Deus.
Vemos que enquanto Jesus parlamentava com todos em sua volta , Ele também percebe que Marta andava muito aflita com os afazeres domésticos e com todas as atividades do dia a dia. A intimidade desta família para com o Cristo era tão grande que Marta tenta repreender Jesus, questionando-o porque ele não se importava porque sua irmã a tinha deixado trabalhar sozinha, e por fim pede que Jesus ordene a irmã que vá ajudá-la. Isto ocorre, porque Maria, a outra irmã, aproveitando a presença de Jesus, sentou-se aos seus pés e usufruia dos Divinos ensinamentos do Cristo.
Mas a resposta que Jesus da a Marta, e a nós mesmos, a oportunidade de refletirmos sobre nossas ansiedades e chama-nos a atenção para qual deve ser a verdadedira prioridade da nossa vida, como Ele mesmo nos asseverou no sermão da montanha : Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?
(Mateus 6:25) e apontou para o principal: Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.(Mateus 6:33).
Nos ensinou estas coisas Jesus porque sabia que muitas das metas materiais que nós mesmos nos impomos são supérfluas, e trazem ansiedades e sofrimentos desnecessários, e que quem realmente esta religado a Deus, terá uma atitude adequada ante os desígnios do Todo Poderoso e viverá sem tribulação, segundo o misericordioso e justo roteiro que nos traçou o Pai. Assim cada acontecimento, pessoa ou coisa em nossas vidas se ajustarão, cada qual em seu devido lugar.
Ao referir-se que Maria escolheu a ´´boa parte``, nos estimula Jesus a ter o mesma atitude. Pois se assim também procedermos diante de todas as horas de nossa vida, sejam momentos rizonhos que nos levam a louvar a Deus, ou acontecimentos difícies que também nos aproximam do Pai, e nos quais podemos extrair divinas lições, muitas vezes fortalecendo nossa fé, nos ensinando o perdão, nos aprimorando a paciência, e cultivando em nossos corações o Amor verdadeiro ao próximo, porque estes  são os terouros do Reino que nos aproximam de Deus, e que já foram ensinados por Cristo no sermão da montanha: Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.(Mateus 6:20-21). É por isso que Cristo Jesus nos assevera que quem consegue recolher os tesouros espirituais de todos os momentos da vida, estas riquezas jamais lhes será tirada. Portanto irmãos escolhamos sempre a boa parte, escolhamos sempre o Amor de Deus. Amém!