Google+ Followers

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Salmo 1 Livro de Salmos - Bíblia Autor:Rei Davi




 
 





Salmo 1
 
Bem aventurado é o homem
 que não caminhou no conselho dos malvados,
e no caminho dos pecadores não ficou,
e na reunião dos zombadores não se sentou.

 
Mas na Torá do Eterno está o desejo dele,
e sua Torá estuda dia e noite.
 
 
E ele será como uma árvore plantada junto ao rio;
cujos os frutos dá no seu tempo,
e cujas as folhas não secam
e tudo que fizer, terá sucesso.
 
 
Assim não são os malvados.
São como feno
que o vento espalha.
 
 
Portanto os malvados não serão sustentados
em julgamento,
nem os pecadores na assembleia dos justos.
 
 
Porque o Eterno reconhece o caminho dos justos,
e o caminho dos malvados será destruído. 

 
 
 
 
 
Baixe o áudio do Pod Amar 5 no link:
 
 

                                                                            

Neste episódio do Pod amar faremos uma reflexão sobre o 1° salmo do livro de Salmos do Antigo Testamento, cuja a autoria é atribuída ao Rei Davi. Faremos uma análise gramatical do texto em hebraico, citaremos a visão da tradição judaica e sua cultura com a obra, mas por fim compararemos com os ensinos de Jesus, porque ele é nosso modelo e guia: ´´Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho da verdade e da vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (João 14:6)
Já no primeiro versículo do Salmo, nos chama a atenção um famoso rabino do IV século em suas reflexões no Talmude, que o salmista constrói o texto com 3 características diferentes da forma de construção gramatical do hebraico bíblico.
A 1ª característica que este rabino discute é porque este salmo defendido por ele como o mais importante salmo do livro não tem a autoria de Davi. A tradição judaica defende que dos 150 salmos, 125 foram compostos pelo Rei Davi e muitos iniciam com a expressão ´´cântico de Davi``, incluindo por exemplo o salmo 23. Mas porque o salmo considerado mais importante segundo a tradição Judaica omite esta informação?
A 2ª característica discutida pelo rabino é a comparação entre o homem comum e o ímpio, pois o salmo inicia afirmando: ´´Bem aventurado o homem que não andou no caminho do ímpio ou malvado...``, quando a forma usual era se comparar antônimos, por esta regra esperava-se que o salmista na verdade cantasse assim: ´´Bem aventurado o Justo que não andou no caminho ímpio...``, já que o oposto para ímpio era o justo, pela tradição judaica.
E a 3ª característica que ele chama a atenção é que o salmo inicia na negativa, já que o salmista decidiu comparar substantivos diferentes, porque iniciou o salmo na negativa? Pois poderia ter dito na afirmativa assim: ´´Bem aventurado o homem que andou no caminho do Justo...``, mas iniciou como já vimos afirmando que seria feliz quem não andou no caminho do ímpio.
Mas este mesmo sábio rabino comenta que todas estas características tem um propósito, ele esclarece que a intenção do compositor do salmo era falar para todas as pessoas, sua mensagem tinha como destino todos os homens, sejam profetas, reis, sacerdotes e principalmente os homens comuns da época dos Reis, estimulando-lhes a seguir a Deus e seus mandamentos, por isso se ele iniciasse comparando o ser humano com os Justos e quem afirmou isto foi o rei Davi, estes homens comuns que frequentemente eram lavradores, pastores, oleiros poderiam não se identificariam com a mensagem pois a meta se traduziria inalcançável. Mas a mensagem é clara e universal, todo homem pode ser feliz seja ele quem for, basta seguir 2 recomendações: a primeira é se afastar do mal (1° versículo) e a segunda diz para procurar conhecer, seguir e andar nos caminhos de Deus (2º versículo).
O 3º versículo caracteriza o homem que busca a Deus e seus caminhos, compara-os com árvores junto a um rio, que sempre será nutrida e sempre estará verde.
Já o 4º e o 5º versículos caracterizam o ímpio, comparando-os com plantas secas já que não tem a fonte nutridora que vem de Deus e por se distanciarem não serão aceitos na assembleia dos justos.
Por fim, o 6º versículo trata da destinação dos dois modos de viver , dos dois caminhos, os que procuram a Deus serão reconhecidos como justos e o caminho que se afasta de Deus será destruído. Mas aqui temos um problema de tradução, pois levando-se em consideração o texto original em hebraico bíblico a tradução mais adequada é:

´´Porque o Senhor reconhece o caminho dos justos, mas o caminho dos malvados será destruído. ``

Mas a versão da Bíblia João Ferreira de Almeida da Imprensa bíblica traduz assim:
 ´´porque o Senhor conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios conduz à ruína.``(Salmos 1:6)

Parece a mesma coisa mas não é, pois uma coisa é afirmar que o caminho será destruído, isto indica que o modo de viver longe de Deus será destruído, não existirá mais. Muitos teólogos afirmam que este texto tem uma mensagem salvídica remetendo ao juízo final, que segundo os judeus era chamado de Olam haba ( o mundo vindouro), e neste período Deus reinaria sobre toda a Terra,através do Messias, e seria uma época de paz e fraternidade. Neste contexto não haveria mais o caminho do ímpio ou malvado pois todos seguiriam a Deus num reino de amor, por isso se afirma que: ´´o caminho do ímpio será destruído``. Mas é diferente dizer que o ímpio é que será destruído.
Cristo Jesus nunca pregou a destruição de ninguém, muito pelo contrário todo seu ensinamento é de perdão e reconciliação. Ele mesmo nos ensinou no sermão do monte:
´´Ouvistes que foi dito: Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo.
Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem;
para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus; porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos.
Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? não fazem os publicanos também o mesmo?
E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis demais? não fazem os gentios também o mesmo?
 Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial(Mateus 5:43-48)``

Também o Apóstolo dos gentios, Paulo de Tarso, em sua carta aos Romanos assevera:

´´abençoai aos que vos perseguem; abençoai, e não amaldiçoeis;(Romanos 12:14)``
´´Se for possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens.
Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira de Deus, porque está escrito: Minha é a vingança, eu retribuirei, diz o Senhor.
Antes, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça.
Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.(
Romanos 12:18-21)``

Estas preciosas lições nos estimulam a perdoar e a amar até os inimigos, porque o amor é força tão poderosa e constrangedora, que leva a repensar nossas convicções do mal e a mudar de atitude. Pois só pode-se derrotar o mal quando o malvado se converte, torna-se um novo ser e procura se regenerar de suas antigas paixões se alinhando ao amor de Deus, corrigindo seus erros e buscando andar sempre em comunhão com o Pai Eterno.Para se aprofundar nas discursões gramaticais do texto, convido a todos a ouvir o Podcast, baixe o áudio em mp3 e ouça onde quiser e quando quiser, e se gostar ofereça para seus amigos, familiares e pessoas queridas, pois não há presente mais precioso do que falar de Deus Pai e Cristo Jesus.Também convido vocês para participarem, deixem sua opinião, sugestões, críticas, observações e tudo que sentirem vontade de se expressar, pois assim todos nós saímos enriquecidos com estudo e reflexão do Evangelho de Jesus. Para todos a Paz do Senhor!
Pensamento do episódio:
Só a luz pode:
Através da violência você pode matar um assassino, mas não pode matar o assassinato. Através da violência você pode matar um mentiroso, mas não pode estabelecer a verdade. Através da violência você pode matar uma pessoa odienta, mas não pode matar o ódio. A escuridão não pode extinguir a escuridão, só a luz pode.
                                                    Martin Luther King Jr


Realização: Sergio Chaves
Blog: O homem e seu tempo...
Podcast: Pod Amar 5
Textos bíblicos citados no episódio:
Mateus 5:17
João 14:6
Provérbio 4:14
João 6:35
João 10:10
Lucas 5:31-32
Mateus 3:1-3
Mateus 5:43-48
Romanos 12:14,18-21
Fundo musical:
Amazing Grace flauta e piano
Amazing Grace piano
Louvor:
Amazing Grace
Cantor: Elvis Presley
Asherei H´aish
Cantor: Ori Shevach
Ilustração:
Pintura: ´´O rei David tocando harpa``
Pintor: Guerrit Van Honthorst