Google+ Followers

sábado, 27 de abril de 2013

A mulher Samaritana João 4:01-42

 
 
 
 
 
 
 
E quando o Senhor entendeu que os fariseus tinham ouvido que Jesus fazia e batizava mais discípulos do que João
(Ainda que Jesus mesmo não batizava, mas os seus discípulos),
Deixou a Judéia, e foi outra vez para a Galiléia.
E era-lhe necessário passar por Samaria.
Foi, pois, a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José.
E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta.
Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber.
Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida.
Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos).
Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.
Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva?
És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado?
Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede;
Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.
Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la.
Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá.
A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido;
Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade.
Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta.
Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar.
Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai.
Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus.
Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando ele vier, nos anunciará tudo.
Jesus disse-lhe: Eu o sou, eu que falo contigo.
E nisto vieram os seus discípulos, e maravilharam-se de que estivesse falando com uma mulher; todavia nenhum lhe disse: Que perguntas? ou: Por que falas com ela?
Deixou, pois, a mulher o seu cântaro, e foi à cidade, e disse àqueles homens:
Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Porventura não é este o Cristo?
Saíram, pois, da cidade, e foram ter com ele.
E entretanto os seus discípulos lhe rogaram, dizendo: Rabi, come.
Ele, porém, lhes disse: Uma comida tenho para comer, que vós não conheceis.
Então os discípulos diziam uns aos outros: Trouxe-lhe, porventura, alguém algo de comer?
Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra.
Não dizeis vós que ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Eis que eu vos digo: Levantai os vossos olhos, e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa.
E o que ceifa recebe galardão, e ajunta fruto para a vida eterna; para que, assim o que semeia como o que ceifa, ambos se regozijem.
Porque nisto é verdadeiro o ditado, que um é o que semeia, e outro o que ceifa.
Eu vos enviei a ceifar onde vós não trabalhastes; outros trabalharam, e vós entrastes no seu trabalho.
E muitos dos samaritanos daquela cidade creram nele, pela palavra da mulher, que testificou: Disse-me tudo quanto tenho feito.
Indo, pois, ter com ele os samaritanos, rogaram-lhe que ficasse com eles; e ficou ali dois dias.
E muitos mais creram nele, por causa da sua palavra.
E diziam à mulher: Já não é pelo teu dito que nós cremos; porque nós mesmos o temos ouvido, e sabemos que este é verdadeiramente o Cristo, o Salvador do mundo.(João 4:1-42)
 
 
 
 
 

Se quiser ouvir o áudio do Pod Amar 2 em outro momento baixe em mp3 do link:

PodAmar2/amulhersamaritana.mp3
 
 
Nesta passagem Bíblica, vemos Cristo Jesus cumprir mais uma profecia do Antigo Testamento. Pois no Livro do Profeta Oséias vemos Deus, através da vida pessoal deste Profeta alertar as 10 tribos que formavam o reino de Israel sobre as consequências de seu desvio e idolatria.  Assim profetizou: ´´O princípio da palavra do SENHOR por meio de Oséias. Disse, pois, o SENHOR a Oséias: Vai, toma uma mulher de prostituições, e filhos de prostituição; porque a terra certamente se prostitui, desviando-se do SENHOR``.(Oséias 1:2) Mas após descrever os terríveis sofrimentos que aquela nação passaria, e isto também sucede na vida familiar do Profeta: ´´Para que eu não a despoje, ficando ela nua, e a ponha como no dia em que nasceu, e a faça como um deserto, e a torne como uma terra seca, e a mate à sede;``(Oséias 2:3)  Deus cheio de misericórdia promete que um dia restauraria novamente Israel como seu povo, da mesma maneira que o Profeta recuperaria sua família: ´´E semeá-la-ei para mim na terra, e compadecer-me-ei dela que não obteve misericórdia; e eu direi àquele que não era meu povo: Tu és meu povo; e ele dirá: Tu és meu Deus!``(Oséias 2:23).
Portanto o encontro de Jesus com a mulher samaritana, sua pregação pra ela e para os demais samaritanos representa no resgate da Samaria a crença genuína e verdadeira em Deus, tornando estes novamente o povo de Deus.
Mas vemos no início do diálogo que logo a mulher expõe a diferença entre ela e Jesus, pois ao pedir-lhe água , a mulher o questiona: ´´ Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos).``(João 4:9)
Jesus fez-lhe ver, então, que o “dom” de Deus era ,mais do que judeu, mais do que samaritano, e disse a mulher: Se tu conhecesses o “dom” de Deus e quem te pede água, era tu que lhe terias pedido “água” e ele te daria, porque quem beber da “água” que eu lhe der, nunca mais terá sede.” Mas ainda assim ela não entendia, pois achava que Cristo lhe oferecia apenas um modo menos trabalhoso de obter água evitando de ter que buscar todos os dias no poço de Jacó. Mas depois de ter o Mestre afirmado que a “Fonte” jorrava para a “Vida Eterna``, e de haver revelado à samaritana fatos ocorridos em sua existência, acreditou ela se tratar de um Profeta, e por isso perguntou: Mas onde devo adorar a Deus? Nós adoramos no monte Gerazim, e vocês Judeus no Templo de Jerusalém. E ensinou-lhe Jesus que já era tempo de se adorar a Deus em ´´Espírito e Verdade``, que os verdadeiros adoradores não precisam de locais sagrados, pois estes adoram a Deus dentro de seus corações, não importando onde você esteja e quem você seja, se você realmente adorar a Deus o carregará onde for . Essa é uma lição grandiosa de Cristo, encerrando de uma vez os cultos exteriores, e colocando o verdadeiro Templo no coração das criaturas e fazendo de suas vidas e ações os frutos dessa adoração. Maravilhada pelos ensinos incomparáveis que recebera naquele momento, ensinos que nunca tivera ocasião de ouvir dos mestres samaritanos deixou o cântaro e foi imediatamente para a cidade chamar o povo para que fosse ver Aquele Homem que lhe dissera tudo o que ela tinha feito e se dizia o Messias. Chegando os discípulos, trouxeram comida pra Jesus, mas Este lhes disse: ´´Uma comida tenho para comer, que vós não conheceis.`` ´´A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra.``(João 4:32 e 34). Ensinava assim aos Apóstolos que toda ``água viva´´ e todo alimento eterno capaz de fortalecer o espírito provinha de Deus , do seu Amor e sua Vontade sublime, e que ele próprio o Cristo se nutria da fonte inesgotável do Pai, e que o trabalho em Sua Obra, poderia fortalecer qualquer um que verdadeiramente cresse, não importando apenas saber e divulgar os desígnios de Deus, sem o esforço renovador no cumprimento de suas Santas Determinações. E continuou estimulando seus seguidores a olharem sempre para adiante no horizonte e para o alto, pois de nada valeria lamentações sobre erros passados, porque estes serão superados com a perseverança nos trabalhos futuros, mas também ensinou que os frutos colhidos de todo trabalho em nome de Deus iniciaram anteriormente com colaboradores anteriores que muitas vezes começaram preparando os terrenos mais inférteis, retirando as pedras e espinhos, arando a terra com sacrifícios de uma vida inteira, para os novos no trabalhos poderem colher. Todos tem seu galardão, disse Jesus. E assim os Apóstolos em 2 dias que permaneceram na Samaria com o Cristo viram a conversão de muitos samaritanos, que tiveram a terra seca de seus corações inundados pela água viva do Amor de Deus, que renovou-lhes a fé, cumprindo assim o plano de Deus de resgatar o reino de Israel de sua idolatria através do trabalho árduo iniciado pelo Profeta Oséias e naquela ocasião terminado. Amém!